quinta-feira, 25 de maio de 2017

JOGO DE BÚZIOS E O CULTO A IFÁ (Nelson Pires & Wagner Veneziani Costa)



Nesta obra, os autores pretendem transmitir não apenas técnicas de uma leitura oracular, mas também oferecer ao leitor todo um embasamento teórico, contribuindo para a preservação da seriedade do tradicional Jogo de Búzios. É com esse propósito que iniciam a obra falando sobre Orúnmìlá, que sabe e conhece o destino de todos os homens e de tudo o que tem vida, e de Ifá, que determina os destinos e caminhos a serem cumpridos por determinado espírito.

Depois, dedicam detalhados capítulos a Esú Bara, a Ori, à explicação do que é ser um verdadeiro Bàbáláwo para, depois disso, darem início efetivamente ao Oráculo do Búzios. Desse ponto até o final do livro, os autores empenham-se em fornecer em fornecer criteriosa informação, totalmente prática, para que o leitor tenha condições de interpretar os problemas daqueles que o procuram e ajudar na solução. Destacam também que uma pessoa não precisa fazer parte do culto de Orisà para jogar Búzios, que faz parte do culto de Ifá e é completamente independente.

Nessa sequência, encontramos indicações precisas sobre numerologia africana, leitura de cabeça e os Odú, cujas informações a respeito desmembram-se em : interdições, recados, Orisá que responde a cada um dos 16 Odú, os riscos, os Ebó e as folhas. E ainda: um resumo sobre cada Orisá.

Por: Nelson Pires & Wagner Veneziani Costa

quarta-feira, 10 de maio de 2017

OS ORIXÁS NAS UMBANDAS (João Luiz Carneiro)



Estou conhecendo a Umbanda e gostando. E agora? Por onde começar? Essa, talvez, seja a pergunta feita com maior frequência por simpatizantes ao conversar com alguém das religiões afro-brasileiras.O livro que chega em suas mãos procura tratar de algo central na fé umbandista: o sagrado expressado nos Orixás. Sendo um assunto tão profundo e importante para a alma umbandista, a música popular brasileira foi a chave escolhida para adentrar nesse maravilhoso portal que é o universo afro-brasileiro. Afinal, ao mesmo tempo que encanta, traz leveza. Ouvindo as músicas citadas ao longo dos capítulos, espera-se que o seu coração entre em sintonia com essa introdução à cosmovisão dos nossos genitores divinos.

Por: João Luiz Carneiro