quarta-feira, 23 de novembro de 2016

ENTREVISTA COM A POMBAGIRA (Mãe Fabiana de Oxum)


Entrevista com a Pombagira é o nome do livro ditado pela Pombagira 7 Saias por meio da experiente médium Mãe Fabiana de Oxum.

Com linguagem simples e profunda, a Pombagira discorre sobre o universo das entidades, seu trabalho no mundo espiritual, atuação em terreiros e comunidades que as invocam e questões ligadas ao aspecto feminino.

Por que a entidade fuma? Por que Exus e Pombagiras usam vermelho e preto?  O que é uma amarração? Quais os efeitos de um trabalho negativo para o médium? Pombagira é mulher de exu?
Essas e outras perguntas são respondidas neste livro, uma leitura que mudará o conceito dos leigos sobre as Pombagiras e ampliará a visão dos que a conhecem em profundidade.

Por: Mãe Fabiana de Oxum

sexta-feira, 18 de novembro de 2016

UMBANDA UM NOVO OLHAR (Maria Teodora Ribeiro Guimarães)



Baseado no legado de Roger Feraudy, e a seu pedido, a intenção deste livro é lançar um novo modelo, um novo olhar sobre a Umbanda e sobre a Espiritualidade como um todo, desde seus conceitos básicos, passando pela caridade e indo até considerações mais sofisticadas sobre assuntos como: quem somos nós, de onde viemos e para onde vamos.

É mais que tempo de os homens da Terra, quase todos filhos das estrelas, voltarem seus olhos para a história divina de nosso planeta, que se mescla com a história da própria Umbanda, repleta de ensinamentos de entidades maravilhosas, de inimaginável evolução espiritual; voltarem seus olhos e, além de tentarem entender o que realmente se passa nesse mundo invisível, nos meandros dessa magia cósmica na qual estamos todos inseridos, imitarem os exemplos de bondade infinita, até que esses iluminados seres siderais possam voltar a nos guiar numa nova civilização.

É chegada a hora daqueles que têm compromisso cármico ativo com a magia, ou seja, os umbandistas, estudarem mais, não apenas para lidar com a magia sem ganhar um carma, mas também para que o paradigma da Umbanda passiva seja modificado; compreenderem as verdades ocultas, a fim de liberar a verdadeira Umbanda da miscigenação com outros cultos e rituais que a ela se enredaram, tornando-se então agentes do entendimento universal. 

É chegada a hora de o homem comum aprender a fazer seus próprios milagres.

Por: Maria Teodora Ribeiro Guimarães

quarta-feira, 9 de novembro de 2016

POVO DE ARUANDA (Flávio Penteado)



Sempre me interessei pelo lado místico da vida e seus “porquês”, isso me fez um estudioso da religião de Umbanda e de outras que ajudaram no surgimento desta que é a religião que tem como objetivo universalizar a espiritualidade.
Através de uma conversa despretensiosa, com um guia espiritual que trabalha na Umbanda, fiquei sabendo de suas histórias e aquilo me aguçou ainda mais minha curiosidade e o interesse em buscar mais histórias.
Quem nunca quis saber quem foi o Caboclo Sete Encruzilhadas, o Pai Benedito, o Exu Tiriri e tantos outros trabalhadores da Luz que vem à nossa querida Umbanda nos ajudar em nossa caminhada?
Povo De Aruanda é o fruto desta pesquisa sobre Orixás e Guias Espirituais que trabalham na Umbanda.
Reuni em um único livro diversas histórias, que além de saciar a curiosidade dos leitores, traz um pouco de informação que poderão ser utilizadas em seus dia a dia.
Muitas lendas e estórias trazem uma verdade no seu enredo, porém cabe a cada leitor, fazer suas interpretações e tirar suas próprias conclusões.
Tentar desmistificar um pouco estes trabalhadores da luz sobre as ordens e leis divinas. Mostrando que a Umbanda não se trata de uma seita e nem um culto satânico. Que a Umbanda busca o bem, através da caridade e do amor ao próximo. Foi meu objetivo
Um livro onde o leitor possa escolher as histórias que pretende ler primeiro, sem a necessidade de uma leitura corrida.
Desvende este mundo de mistérios e conhecimento que envolve esta maravilhosa religião de Umbanda.
  
Por: Flávio Penteado

terça-feira, 8 de novembro de 2016

O AMANHÃ NOS PERTENCE (Osmar Barbosa)



Parei para pesquisar o significado de família...
No dicionário diz que família é um conjunto de ascendentes, descendentes, colaterais e afins de uma linhagem. Grupo de indivíduos, constituído pelo mesmo sangue.
E não é bem assim. Família é um grupo de pessoas, que dividi o mesmo gosto pela vida.
Que divide o mesmo sentimento. Que não importa não dividir o mesmo sangue. 
Mas consegue tornar-se um para o outro mais que isso... 
Ajudando, dando apoio... Sendo como dizemos... Irmãos
Tem pessoas que são tão parecidas... Que não precisa ter a mesma descendência.
Sabe quando é necessário seu conselho... Quando é preciso rir e se divertir.
Ou até mesmo dividir as mesmas lágrimas...
As pessoas que amamos, quando passamos a conhecer...
Que percebemos que tem mais em comum que apenas laços de sangue...
São essas pessoas que passam a se tornar essenciais em nossas vidas.
Irmãos... Primos... Tios... Tias...
Apenas por dividir os mesmos sentimentos... Como tudo isso acontece? Como escolhi meus pais? Meus amigos? Será que eu pude escolher os meus pais? Como os encontros são arquitetados pela espiritualidade? Porque nasci nesta família? Porque meu pai é meu pai e minha mãe é minha mãe? Porque tanta dificuldade em viver com meus familiares? Porque os casamentos se frustram? Será que sou diferente? Será que é uma bênção?  Ou será um castigo? Amigo leitor eu vos convido a descobrir como tudo isso é organizado antes de nossa vida atual, venha comigo. Nós precisamos ter a consciência que O Amanhã nos Pertence.

Por: Osmar Barbosa

segunda-feira, 7 de novembro de 2016

COMPADRES E COMADRES - SETE HISTÓRIAS DE EXUS E POMBOGIRAS (Ademir Barbosa Júnior)



Na primeira semana de novembro chega às livrarias o livro “Compadres e comadres – Sete Histórias de Exus e Pombogiras” (Sattva Editora, 84 páginas), 60º. livro de Ademir Barbosa Júnior (Pai Dermes de Xangô).

Dermes é autor de vários livros premiados que vão da poesia e do infantil aos trabalhos sobre as religiões tradicionais de terreiro (Orixás, Guias, Guardiões, Umbanda, Candomblé etc.). Três de seus livros saem ainda este ano pela editora portuguesa Estampa. Além disso, Dermes assina 38 revistas especializadas (Língua, Literatura, Redação, Terapias Holísticas e outros temas.

“Compadres” e “Comadres” são formas carinhosas e populares com que são tratados nos terreiros de Umbanda Exus e Pombogiras. “No que tange às religiões tradicionais de terreiro, a maior incompreensão talvez seja com as linhas de trabalhos de Exus e Pombogiras, os quais não tiram nada de ninguém, não separam casais, não trazem desgraça. São agentes de luz nas trevas. Infelizmente muitos segmentos religiosos chamam espíritos não esclarecidos de Exus e Pombogiras”, explica o autor.

As sete histórias que compõem o livro tratam de resgates, de novas oportunidades, não apenas para os encarnados, mas para os próprios espíritos que compõem a chamada Linha da Esquerda na Umbanda. Dentre as narrativas, destaca-se a comovente história de um Exu Mirim. 

“Trata-se de obra de ficção, não de psicografia, mas quase a totalidade do livro foi ditada, como uma mensagem de esperança e regeneração. Somos todos aprendizes. Ora, se Deus é amor, como negaria o perdão e a oportunidade do recomeço? Ademais, se a religião é voltada para o bem, como na Umbanda haveria espíritos que fazem o mal, em vez de, enquanto evoluem, ajudar o próximo a também evoluir?”, esclarece o autor.

“Compadres e comadres – Sete Histórias de Exus e Pombogiras” é o primeiro livro publicado pela recém-fundada Sattva, dirigida pela experiente editora Vivian Lerner. 

O autor é um dos dirigentes da Tenda de Umbanda Iansã Matamba e Caboclo Jiboia (TUIMCAJ), presidida por sua esposa, a escritora e blogueira Mãe Karol Souza Barbosa. É Mestre em Literatura Brasileira pela USP, onde se graduou em Letras, professor e terapeuta holístico. Já coordenou fóruns, eventos, festas públicas e outros, congregando Umbanda, Candomblé, Pastoral Afro (Igreja Católica), MPB, Ioga, Dança do Ventre e outros segmentos. É presidente da Associação Brasileira de Escritores Afro-religiosos (Abeafro). Nasceu em Piracicaba – SP, no dia 02 de agosto de 1972. Recebeu o Troféu Abolição – Instituto Educacional Ginga (Câmara Municipal de Limeira, 27 de julho de 2012); o Diploma Cultura de Paz – Fundação Graça Muniz (Salvador, 07 de março de 2013); o Diploma Zumbi dos Palmares (Câmara Municipal de Campinas, 20/11/2014) e o Troféu 1º. Jovens do Axé (Câmara Municipal de São Paulo, 07/10/2015). Em 2014 presidiu o Fórum Internacional de Umbanda, em Leiria, Portugal. É presidente da Associação Brasileira de Escritores Afro-religiosos (Abeafro). Recebeu o Troféu Abolição – Instituto Educacional Ginga (Câmara Municipal de Limeira,2012); o Diploma Cultura de Paz – Fundação Graça Muniz (Salvador, 2013); o Diploma Zumbi dos Palmares (Câmara Municipal de Campinas, 2014) e o Troféu 1º. Jovens do Axé (Câmara Municipal de São Paulo, 2015). Em 2014 presidiu o Fórum Internacional de Umbanda, em Leiria, Portugal. Em 2015 foi nomeado vice-presidente do Fórum Catarinense de Umbanda e foi um dos palestrantes do 1º. Simpósio On-line de Umbanda.

Trecho do livro:

“No astral, ajudo num hospital para onde vão mulheres que desencarnam queimadas, estupradas, cortadas. Sabia, moço, que a maioria delas se sente culpada, acha que fez algo errado e que os homens são inocentes, que elas provocaram a violência? Não é triste ver essas mulheres assim, duplamente violentadas. Aqui na sua cidade aconteceu o desencarne de uma moça queimada com ácido e depois esfaqueada, o moço deve conhecer. Ela está reconstituída, linda, plasmada em espírito como a linda mulher que era em terra. O noivo achava que ela tinha vários amantes e ela era fiel. Mesmo que tivesse, moço, isso não lhe daria o direito de fazer o que fez com ela. Por nada nesse mundo. O pior é que ele, sim, tinha várias. Não à toa foi morto por um cafetão descontente, que o achava prosa demais. Sabe quem o recebeu do lado de cá?  A noiva que ele assassinou. Linda, curada, cheia de misericórdia e compaixão, o que ele, encarnado, nunca teve com ela.” (“Sete Saias do Cabaré”, p. 48)

Por: Ademir Barbosa Júnior

O PODER DAS FOLHAS (Diego de Oxóssi)


Aprenda os segredos e mistérios de como criar banhos, defumações e rituais mágicos através do poder das plantas e folhas sagradas em O PODER DAS FOLHAS.

A natureza carrega em si um universo de segredos e encantos e é a partir de seus mistérios que são criados os mais poderosos remédios para o corpo e para a alma - afinal, se o corpo adoece, é porque o espírito padece. Nas palavras de Maria Bethânia, "Salvem as folhas brasileiras! Salvem as folhas para mim! Se me der a folha certa, e eu cantar como aprendi, vou livrar a Terra inteira de tudo que é ruim!".

Desde os tempos ancestrais a Natureza tem sido fonte de magia, de cura e de reencontro com o Sagrado. Os índios, os negros e os europeus sempre recorreram ao poder oculto dos folhas sagradas para a realização de seus rituais e para louvarem a magia da vida.

Ao ensinar como identificar e classificar as folhas e seu poder de atuação, como combiná-las para criar suas próprias receitas mágicas e como despertar seu poder sagrado, Diego de Oxóssi leva você a descobrir esse novo e complexo universo, adentrando os segredos e mistérios da magia natural.

É chegada a hora de despertar a magia que há dentro de você. Garanta o seu exemplar em pré-venda, com bônus e presentes exclusivos, CLICANDO AQUI.

Por: Diego de Oxóssi

BREVIÁRIO DE BENZEDURAS (Douglas Rainho & Rodrigo Klukiewicz)



O Breviário de Benzeduras e Orações Compilado – Volume I foi organizado por Douglas Rainho e por Rodrigo Klukiewicz, em um esforço conjunto para manter viva a tradição do benzimento.

Dividido em duas partes, sendo a parte primeira focada na teoria por trás da benzedura e a resposta de alguns conceitos e a parte segunda trazendo um compilado de benzimentos populares para diversos fins.

Os benzimentos foram coletados de diversas fontes, por meio da oralidade e da prática. Em alguns estados do país o benzimento é reconhecido como patrimônio cultural e os benzedores são tidos como “profissionais de saúde” pelo bem que prestam pela comunidade.

Esse é um projeto que contará no futuro com outros volumes e que é inteiramente gratuito, com o único objetivo de manter viva essa tradição e perpetuá-la para as próximas gerações.

A arte da capa foi também desenvolvida pelo artista Rodrigo Klukiewicz.

Por: Douglas Rainho


sábado, 5 de novembro de 2016

O LIVRO BÁSICO DOS OGÃS (Sandro da Costa Mattos)



Fruto de estudos e pesquisas feitos tanto in-loco quanto através de narrativas históricas ou da elucidação obtida por intermédio do Caboclo Boiadeiro da Jurema, os registros de “O livro básico dos Ogãs” procuram obedecer a uma cronologia que passa por cerimônias datadas da Antigüidade, chegando à era contemporânea. O texto realça a importância dos instrumentos musicais no estabelecimento de elos de ligação entre os homens em seu mundo terreno e os seres das incontáveis esferas do plano extrafísico, quer sejam dos estratos mais refinados, quer sejam dos mais densos – pois é de conhecimento geral que em todos os ritos de que se tem informação vemo-los presentes, seja no retininte badalar de um sino, nos acordes de uma lira, no soprar de um oboé, seja no som grave ou agudo dos tambores. Aqui nos deparamos com o preenchimento de uma lacuna, há muito esquecida ou ignorada e que, certamente, irá elucidar ou suprimir muitas dúvidas nas respostas não obtidas dos líderes acomodados à simples prática da mediunidade ou de liturgias herdadas e repetidas sem questionamento, ou, pior ainda, daqueles que não reúnem a mínima condição de fazê-lo por também desconhecer as verdades.

Por: Sandro da Costa Mattos

CASOS REAIS ACONTECIDOS NA UMBANDA (Silvio da Costa Mattos)




“Casos Reais Acontecidos na Umbanda” é um livro de registros de fatos, descritos em forma de contos, fruto de relatos testemunhados 'in loco' pelo seu autor ou por intermédio de pessoas idôneas, de sacerdotes, de estudiosos, de escritores especializados na área, de dirigentes de órgãos credenciados como escolas, federações, associações e confrarias que funcionam como verdadeiros laboratórios em que os experimentos permitem uma análise mais apurada da ciência ligada à paranormalidade (Metafísica) e à mediunidade, através de entidades espirituais, pela vivência de seu narrador em seus 51 anos ininterruptos de aplicações, ensaios e pesquisas no âmbito do Espiritismo e da Umbanda e por outros meios que proporcionaram a aproximação ao conhecimento de ações tidas como verdadeiros milagres, assim como por meio das ocorrências que denotam incomparáveis lições de conduta, por intermédio da apreciação de fenômenos classificados como de efeitos físicos ou mecânicos, pela falta de respeito e devido à ineficiência de alguns, que por desafiarem às fórmulas eficazes e utilizáveis para a obtenção de resultados positivos tiveram que enfrentar dissabores e consequências inesperadas, e, de forma audaciosa mas aliada à uma verdade inconteste, mostrando o lado oposto da moeda em que se inserem alguns despautérios resultantes de expressões destituídas da razão e do bom senso que não devem ser ocultadas, para que, tanto os antigos quanto os novos adeptos não venham a ser vítimas das ações impostas por alguns charlatões, os quais, como incuráveis chagas, infelizmente se encontram infiltrados na região locupletando-se e promovendo-se à custa da ingenuidade e do desespero de pessoas honestas e fiéis que não sabem como agir diante dos desafios que lhes são impingidos pela vida e, por isso, terminam sendo ludibriadas através de suas táticas, artimanhas e digressões.

Por: Silvio da Costa Mattos

sexta-feira, 4 de novembro de 2016

EM BUSCA DO INFINITO (Leandro José Severgnini)



Esta obra vem confrontar alguns paradigmas que tem ditado o estilo de vida ocidental: o paradigma religioso, dualista que coloca o homem distante do seu Criador: e o paradigma científico materialista que, em primeiro lugar, coloca a vida como um acaso desprovido de propósito e, em segundo lugar, ignora totalmente as experiências místicas e paranormais que ocorrem ao redor do mundo, levando-as, precipitadamente, à conta de charlatanismo.

O objetivo central da obra, contudo, é somar àqueles que buscam aprimorar-se através do autoconhecimento. Para isso, trazemos reflexões profundas sobre o nosso ser, nosso comportamento e alguns condicionamentos que entravam a evolução espiritual do ser humano. Claro que para um objetivo tão elevado, associamos conceitos trazidos pelo espiritismo ocidental e pelas doutrinas e religiões orientais.

Ao termino da obra e com toda a riqueza de conteúdo que será exposta, esperamos que o leitor encontre respostas satisfatórias para as tradicionais perguntas “de onde viemos?” e “para onde vamos?”.

Não nutrimos a pretensão de que esta obra contenha todas as verdades sobre o assunto: antes, esforçamo-nos para instruir de modo didático e acessível todos aqueles que buscam o infinito que existe em si.

Por: Leandro José Severgnini

A TRAJETÓRIA DE UM GUARDIÃO VIKING (Silvio da Costa Mattos)




Esta obra mostra de maneira sintética o extenso universo de tramas em que Surgat Krone, um viking dinamarquês, se viu envolvido, até que, na busca de um caminho evolutivo, conseguisse se firmar como um respeitado Exu de Lei: Sete Portas. Na existência terrena, ele era um homem arraigado a um orgulho e a uma arrogância sem igual, prevalecendo-se de algumas vantagens oferecidas por sua natureza física. Ele sempre conquistou tudo o que almejava pelo uso da força bruta e por certas habilidades naturais que o faziam ser 'superior' aos demais elementos de sua tribo. Sua trajetória pós-morte, pelas sendas da expurgação por meio das quais necessitou banir as impurezas de sua alma, é forte exemplo de que a misericórdia divina jamais se nega ao perdão ou abandona os filhos desgarrados do amor. Porém, tal complacência não nos exime de colher aquilo que por nós mesmos foi plantado, pois sabemos que 'a semeadura é livre, mas a colheita é obrigatória'.

Conheça a trajetória desse guardião viking, o Exu Sete Portas, que, dentro das limitações que suas vibrações atuais lhe permitem, não esconde as máculas carregadas no passado, pois entende que suas revelações servirão de alerta àqueles que ainda ousam descrer da onipotência, da onisciência e da onipresença de Deus.

Por: Silvio da Costa Mattos

quinta-feira, 20 de outubro de 2016

AFINAL, O QUE É MACUMBA? (Michelle Esteves Soares)



As discussões em torno da temática Macumba perpassam vários olhares disciplinares e religiosos. Além disso, ainda hoje essa nomenclatura, quando pronunciada, causa estranhamento, aversão, medo, curiosidade, atração. Mesmo com todo o cenário diverso de sociedade contemporânea, Macumba traz à tona uma série de sentimentos. Michelle E. Soares explora os fatos históricos a partir do acompanhamento da terminologia Macumba, seus usos e abusos no campo religioso brasileiro. Fez uso dos métodos históricos para abordar aspectos fundamentais de uma velha, porém com novas e amplas possibilidades: a teologia afro-brasileira. A Macumba afro-brasileira, seus personagens, aspectos mágicos, míticos e místicos é o tema desta obra!

Para saber mais sobre o trabalho da autora acesse o site do templo CLIQUE AQUI.

Por: Michelle Esteves Soares

quarta-feira, 19 de outubro de 2016

DESVENDANDO EXU: O GUARDIÃO DOS CAMINHOS (Diego de Oxóssi)



Da África até o Brasil, atravessando oceanos e vencendo a escravidão, Exu é Rei! Os segredos e a magia de Exu, o Guardião dos Caminhos e das Encruzilhadas, desvendados através das raízes da Quimbanda Tradicional.

Exu e sua contraparte feminina, Pombagira, são as Entidades Espirituais mais conhecidas e mais controversas de todas as que se manifestam nas práticas afro-brasileiras.

Isso porque, em todas elas, as demais Entidades são sempre mantidas a certa distância que os diviniza e sacraliza, enquanto Exu é visto como próximo e íntimo do ser humano, sendo, inclusive, tratado por seus fiéis carinhosamente como Compadre.

O arquétipo representado por Exu também contribui para a criação desse vínculo quase afetivo entre o homem e o espírito. Párias de toda natureza, marginais no sentido literal da palavra - aqueles que vivem à margem -, a figura de Exu representa a própria natureza humana com todos os seus vícios e virtudes, livre das amarras morais impostas pela sociedade ocidental.

Exu é, portanto, pai, irmão, amigo e, por que não, reflexo daquele que o cultua, servindo inclusive como elemento de catarse.

É a partir dessa relação de afetividade com o sobrenatural que Diego de Oxóssi lança seu primeiro livro “DESVENDANDO EXU – O GUARDIÃO DOS CAMINHOS”. A obra, que teve origem na palestra de mesmo nome realizada pelo autor em eventos no Rio de Janeiro, São Paulo e Porto Alegre, busca a origem afro-mitológica do Orixá Exu e constrói um resgate histórico desde o surgimento das religiões de matriz africana em todo o país até os dias atuais.

Por: Diego de Oxóssi


terça-feira, 11 de outubro de 2016

NOS PORTAIS DE ARUANDA (Marcelo Gutierrez)



Mais uma obra é trazida do Alto pelo sábio e iluminado irmão Luiz Romero. 

Em Nos Portais de Aruanda reencontramos os espíritos Sara e Paulo, de O Perdão, em nova oportunidade de aprendizado, tentando reparar erros cometidos em existência anterior. Agora como Carlinhos, irmão adotivo de Sara, Paulo se vê envolvido pela influência maléfica de espíritos vingativos que o atiçarão a um caminho sórdido: a posse carnal da própria irmã. Momentos de muita dor, tensão, incompreensão, possessividade e vingança marcarão a vida da família Albuquerque, emocionando os leitores desta obra que ainda traz, sob novo prisma, a visão real da Umbanda em nossas vidas, com seus tantos militantes espirituais, com toda a sua magística, abnegação, sabedoria, caridade e, principalmente, o ensinamento de que somente o amor verdadeiro, livre de estigmas, rótulos, preconceitos, é capaz de nos conduzir ao caminho da paz.

Por: Marcelo Gutierrez

O PERDÃO (Marcelo Gutierrez)



Nesta ficção espírita, o leitor poderá acompanhar, com enlevo, o conturbado romance dos personagens Paulo e Sara, tanto em sua vida terrena, quanto após a desencarnação. 

Plena de ensinamentos, esta bela obra mediúnica, ao mesmo tempo que robustece aqueles que já possuem domínio sobre as doutrinas do espiritismo, permite ao leigo e ao iniciante adquirirem, com suavidade e deslumbramento, conhecimentos sobre as diversas etapas percorridas, às vezes por caminhos tortuosos, na longa estrada em busca do Pai.

Dividida em duas partes, a obra contém, na primeira, o encontro e o desencontro dos protagonistas, mostrando seus defeitos, qualidades e atitudes que, pela Lei de Causa e Efeito, serão responsáveis por seu fim trágico e pelas conseqüentes situações vivenciadas após o prematuro desencarne.

Na segunda parte do livro, em que são apresentadas as diversas esferas dos planos espirituais, a obra está enriquecida com sugestivas ilustrações de Gustave Doré que visualizam regiões do inferno e do paraíso de Dante Alighieri, em sua magnífica Divina Comédia.

Reencontrando parentes nas esferas sublimes; atendendo nos hospitais espirituais a recém-chegados às colônias; acompanhando a trajetória de sua alma, em suas diversas existências; aprendendo com a sabedoria dos mestres, em núcleos de estudo; ou viajando com caravanas de resgate, pelas trevas das esferas inferiores, a personagem feminina vai conhecendo, juntamente com o leitor, possibilidades e sofrimentos, aprimorando seu espírito na extensa caminhada em que os anos passam imperceptíveis, até tornar-se apta a uma nova encarnação.

Por: Marcelo Gutierrez

A TERRA SEM MALES (Marcelo Gutierrez)



À primeira vista, A Terra sem Males parece tratar-se de mais uma história sobre brancos e índios. Contudo, à medida que avançamos na leitura, somos transportados para outra esfera, passando a participar da história da formação do povo brasileiro, à época do descobrimento do Brasil, sob a ótica espiritual. Yvy marã e’ÿ era uma lenda indígena que falava de um lugar onde não havia fome, doenças e guerras: o lugar perfeito, o paraíso que todos desejavam alcançar. “Terra sem males” era a sua tradução. Este mito foi a base da resistência utilizada pelo povo guarani contra o domínio dos portugueses que aqui chegaram, no início do século XVI, sem moral nem escrúpulos, tendo em mente apenas o enriquecimento rápido e fácil. É desse embate que somos convidados a participar, viajando por florestas, rios e cachoeiras inimagináveis, conhecendo animais imponderáveis e partilhando das crenças de Yassanan e seu povo, guiados por Parassuá, o todo-poderoso pajé que tinha a capacidade de se comunicar com dimensões paralelas. 

A saga desses heróis indígenas, tendo como cenário a Aldeia da Serra, nos remete a um mundo povoado por seres fantásticos, levando-nos a questionar sobre nossas verdades, nossas crenças. Não se trata apenas de mostrar o quanto o índio foi perseguido e humilhado, na tentativa vã dos europeus de despersonificá-lo, mas de nos conscientizar de que todo o progresso alcançado hoje em dia também pode nos levar à desagregação, com ar, rios e terras poluídos, alimentos contaminados e indivíduos cada vez mais solitários. 

Mais do que uma leitura fascinante, porque mergulhamos num universo místico que nos faz experimentar sentimentos como prazer, ternura, suspense e medo, este romance homenageia os caboclos da Umbanda, verdadeiros pais das terras brasileiras, seus legítimos ancestrais, e nos aponta o poder de transformação das pessoas quando elas se desnudam de séculos de introjeção do que deveriam ter e passam a guiar-se por sentimentos puros.


Por: Marcelo Gutierrez

segunda-feira, 10 de outubro de 2016

ROSA BRANCA DE UMBANDA (Rogério Golembieski)



Esta obra apresenta uma visão do ritual de umbanda alinhada aos fatos históricos e fundamenta a prática do ritual com uma justificativa antropológica, o texto rompe as barreiras dos rótulos e da posse do ritual como algo que pertence a um paradigma humano, elevando seu contexto para além das fronteiras entre o mundo material e o mundo espiritual.

A obra resgata a importância dos valores morais e éticos na prática do ritual, e discute fatos polêmicos como o porquê de a religião ter tido como seu primeiro nome ALA-banda,, termo de origem muçulmana, o surgimento das 7 linhas a exploração comercial da mediunidade, destaca a linguagem dos símbolos como conceito que justifica o fato de a religião de umbanda ser uma religião voltada para a magia, fazendo uso de velas, fumo, álcool, pontos riscados, pontos cantados, banhos, o uso de guias, nem por isso deixando de ser monoteísta e tendo Deus como única fonte criadora.  

Apresenta a prática das oferendas, justificando-a com base na antropologia, explicando os passos do ritual desde a consagração até a consumação do ato, simbologia antiga ainda viva de forma oculta em práticas modernas. o texto questiona sobre a possibilidade de incorporar-se um orixá, sendo ele uma força celestial, e apresenta a polêmica linha de Exu, sua finalidade, sua forma de trabalhar e como se surgiu o conceito negativo sobre essa linha de trabalho, principalmente por associá-la ao diabo e à prática do mal. O texto discorre sobre temas como a reencarnação, leis cármicas, ação e reação e defende que a verdadeira umbanda é uma religião totalmente voltada e comprometida com a CARIDADE!

Por: Rogério Golembieski

domingo, 9 de outubro de 2016

PENSAMENTOS NEGATIVOS - UMA ABORDAGEM PSICOLÓGICA, CIENTÍFICA E ESPIRITUAL (Ede Maria Reis)



O objetivo do livro é chamar a atenção do leitor para a responsabilidade quanto a produção, gerenciamento e direcionamento de duas forças poderosas: O Pensamento e o Sentimento.

A autora faz uma abordagem sobre como se formam os pensamentos negativos sob as óticas da psicologia, da ciência e da espiritualidade, demonstra o por que é tão difícil se livrar dos pensamentos negativos e o quanto eles podem nos prejudicar gerando estados mentais que causam depressões, doenças e atração de fatos negativos gerando um atraso na evolução pessoal, material e espiritual das pessoas.  

O leitor aprenderá também a promover a limpeza energética da aura e a de ambientes, a identificar se é um vampiro emocional e ou assediado por um, bem como a se proteger de pessoas pessimistas.
O leitor se deliciará com os ensinamentos amorosos de Pai João de Angola com orientações sobre o tema à luz do evangelho e do amor.

O livro conta também com exercícios e dicas que auxiliarão o leitor a reduzir e a educar os pensamentos negativos bem como a fazer uma reprogramação mental positiva com o propósito de uma vida com mais saúde, bem estar e equilíbrio emocional.

Por: Ede Maria Reis

Mais informações podem ser obtidas na página do facebook onde se pode ter acesso ao sumário completo da obra e posts elucidativos.




sábado, 8 de outubro de 2016

SABEDORIA DE PAI JOÃO (Ede Maria Reis)



Todo o carinho de um preto velho muito querido você poderá sentir ao ler as mensagens de Pai João, mensagens de paz, fé, coragem, amor e muita reflexão sobre nossos comportamentos e emoções diante dos desafios da vida.

Uma verdadeira injeção de ânimo e otimismo.

Que os leitores possam refletir e iluminar suas mentes e corações na certeza de que dias melhores de paz virão desde que consigamos o contato com nossa luz interior, nossa essência Divina: Deus, e sigamos os ensinamentos de nosso irmão Maior Jesus Cristo.

Por: Ede Maria Reis

Baixe uma mensagem gratuitamente :


Para adquirir o livro digital acesse a página no facebook:


sexta-feira, 7 de outubro de 2016

MANUAL PRÁTICO DO JOGO DE BÚZIOS (Fernandez Portugal & Omolubá)



O "Manual Prático do Jogo de Búzios - por Odù e pelo Jogo da Oxun (Preceitos, Iniciação e Vivência)" confronta num mesmo texto as duas vertentes mais difundidas do jogo de búzios: uma apreendida e praticada dentro do rigor das normas tradicionais africanas (Candomblé), e outra apreendida dentro da visão espiritualista cristã, própria da Umbanda. 

Por: Fernandez Portugal & Omolubá

A LUA NO GRANDE BAILE DOS DEUSES - MITOS, TRADIÇOES E MAGIA (Sibyla Rudana)



Dizem que a lua é um lugar extremamente frio, onde a vida como o conhecemos não seria possível; outros dizem que ela deveria ser visitada por bailarinos e não por militares. Sem entrar no mérito de uma ou de outra proposição, Sibyla Rudana nos brida com este pequeno breviário em que ciência e mitologia se encontram, justificando, assim, todo o interesse pelo astro "menor".

A descrição das fases lunares e sua importância sobre o comportamento humano, bem como a atuação de agentes altamente influenciados pelos trânsitos lunares ao longo do tempo e das casas zodiacais constituem importante instrumento para orientar e aprofundar o conhecimento sobre as razões da alma humana.

Por: Sibyla Rudana


quinta-feira, 6 de outubro de 2016

ABC DA UMBANDA (Omolubá)



Um livro fácil de ler e completo ao que propõe.

Conta a Origem da Umbanda e as formas como as entidades e os orixás são cultuados.

De forma inteligente mostra como as varias palavras utilizada a Umbanda podem ser usadas e os significados que elas tem dentro da religião;

Trata também conceitos básicos da Umbanda e seus rituais.

Determina as funções que cada orixá exerce e como os filhos e filhas de santo devem se comportar.

Acompanha DVD com entrevista co Pai Omoluba esclarecendo varias aspectos da Umbanda no Brasil.

Por: Omolubá

quarta-feira, 5 de outubro de 2016

MANDINGA - NINGUÉM FOGE DAS ESCOLHAS (Edson Gomes)



Muitos acreditam que o atalho é o melhor caminho, mas quase sempre acabam por avaliar mau os riscos dessa "saida". "Mandinga - Ninguém Foge das suas Escolhas" é um retrato intenso, quase um "thriller", envolvendo egoísmo, ambição e vaidade, e demonstra claramente que, embora o termo "mandinga" seja de origem africana, o ato de "mandingar" é próprio de todas as culturas e é tão antigo quanto a humanidade.

Por: Edson Gomes

LIBERDADE - NUNCA É TARDE PARA COMPREENDER (Edson Gomes)



"Liberdade - Nunca é Tarde para Compreender" é um livro forte e expõe com crueza seus personagens. Mas ajuda a esclarecer as origens do ritual de Umbanda. Ambientado no Brasil durante o período colonial, a história que gira em tornoda Família Mendonça é representativa dos usos e costumes da época, e prova de maneira pungente, como índios, brancos e negros, dividindo o mesmo espaço geográfico e dedicando-se à espiritualidade de maneiras diversas, atenderam a um "projeto maior", que foi criar em nossa terra uma Nova Religião.

Por: Edson Gomes

UM ESTRANHO NO PARAÍSO - ARUANDA FRONTEIRAS DE LUZ (Omolubá)



Qual é o destino da alma humana após a morte, após o desencarne?

O destino proposto pela Umbanda, a Aruanda dos praticantes dos cultos afro-brasileiros, é, a seu modo, um "céu" onde transbordam elementos geográficos e culturais do país que é seu berço natal, o Brasil.Mas será que pelo simples fato de professarmos essa fé, nosso acesso a esse paraíso esta garantido? "Um Estranho no Paraíso" apresenta para discussão um tema fundamental para todas as religiões: o que nos espera após a morte.

Por: Omolubá

TOQUINHO - O MALANDRO MIRIM (Brunna Ferreira & Rafael Cavalcanti)



A caminho de mais uma missão, Toquinho da Calunga embarca numa viagem por suas memórias, recordando fatos desde sua última encarnação na Terra até a transformação em Exu Mirim. Entre as lembranças estão as dificuldades na crosta terrestre, a passagem para o mundo espiritual, o trabalho para os magos negros no além-túmulo e a transição para atuar na Umbanda ao lado de Exus, Pombagiras e Malandros, em um caminho cheio de idas e vindas, erros, medos e desejo de vingança. Ao longo do romance, são explicadas e desmistificadas questões relacionadas aos trabalhos dos magos negros, da Umbanda e da linha de Exu Mirim. Coordenada pela preta velha Vovó Maria Conga das Almas, a obra ensina sem ser didática e diverte ao mesmo tempo em que é muito séria, mostrando que não devemos julgar nem o pior dos espíritos sem conhecer seus motivos.

Por: Brunna Ferreira & Rafael Cavalcanti

terça-feira, 4 de outubro de 2016

ALMAS E ORIXÁS NA UMBANDA (Omolubá)




"Almas e Orixás na Umbanda" contribui no sentido de instruir na prática litúrgica correta e do mediunismo responsável, respeitando aquele que é o princípio básico que define a própria religião de Umbanda: "Uma manifestação do espírito para a Caridade".

Por: Omolubá

MAGIA DE UMBANDA - INSTRUÇÃO RELIGIOSA (Omolubá)



"Magia de Umbanda - Instrução Religiosa" é uma cartilha concebida no formato "pergunta/resposta" e orienta o leitor sobre vários aspectos da prática religiosa, desde assuntos do dia-a-dia da "casa" (hierarquia, liturgia, elementos e rituais).

Por: Omolubá

FUNDAMENTOS DE UMBANDA - REVELAÇÃO RELIGIOSA (Omolubá)



Trata-se de um manifesto claro e consistente das bases filosóficas e teológicas sobre as quais repousa a doutrina e a prática religiosa de Umbanda. A herança oriental (Carma, Reencarnação) associada à herança afro-ameríndia (Mitos e Magias) e à herança cristã européia (Amor e Caridade) se unem num movimento onde o Templo, o Sacerdócio e os Sacramentos estão em perfeito equilíbrio.

Por: Omolubá

segunda-feira, 3 de outubro de 2016

ORIXÁS - OS MITOS E A RELIGIÃO NA VIDA CONTEMPORÂNEA (Omolubá)



Com narrativas saborosas e observações atentas e espirituosas, Omolubá faz a ligação entre o Mito e o ser humano. O Mito é o símbolo de uma manifestação natural ou de um estado de espírito do ser humano na sua condição de passageiro de si mesmo, numa viagem limitada no tempo e no espaço.

Por: Omolubá

TRANCA-RUA DAS ALMAS - DO REAL PARA O SOBRENATURAL (Omolubá)



Essa é a história de Ramon de Salvaterra, um homem acima de qualquer suspeita condenado a vagar sem sossego, vítima de sua ambição por status e poder. Não fosse por si só um exemplo da precariedade da condição humana, é também o relato singular de um espírito alinhado sobre como se dão as "associações" de espíritos no plano astral. Ramon incorporou-se à Umbanda desde seu início, quando ainda era organizada no plano astral, com a função de resgatar almas. Ele é a prova que esse resgate é possivel, sobretudo quando se opera nas esferas sombrias do astral.

Por: Omolubá

VIGILANTES DO ALÉM-TÚMULO - DO SOBRENATURAL PARA O REAL (Omolubá)



Marabô, Sete Encruzilhada, Caveira, Sete Capas, Tiriri, Veludo e Tranca-ruas: o que se esconde por trás destes nomes? Que relações os mentores de Umbandaquiseram estabelecer ao organizar seus comandados sob essas "alcunhas", a princípio simplórias e despropositadas?
Tudo o que sabemos é uma gota  no oceano do conhecimento acerca dos Sete Focos de Exus na Umbanda e esta pequena obra se propõe a colaborar no imenso trabalho que é esclarecer e formar aqueles que tiverem por missão mergulhar nos seus mistérios.

Por: Omolubá

MARIA MOLAMBO NA SOMBRA E NA LUZ (Omolubá)




"Maria Molambo, na Sombra e na Luz" é um best-seller dentro da literatura de Umbanda. Nele, o Autor traz importantes informações sobre exus e pombagiras nos planos físico e astral, além de fornecer uma série de orientações sobre autodefesa e proteção.

Por: Omolubá

domingo, 2 de outubro de 2016

POTYRA TUPINAMBÁ (Solange Nascimento)



Potyra é uma entidade de Luz, conhecida nos terreiros de Umbanda como Cabocla Potyra. Cumpre sua missão como enviada de Oxóssi, o Pai das Matas. Em sua vida terrena também lutou por seu povo e nos conta sua verdadeira história de vida, passada na ilha de Tupinambarana, hoje Parintins. Em "Potyra Tupinambá" é possível avaliar um pouco da contribuição cármica de nossos irmãos nativos para com a religião nascidas em terras brasileiras.


Por: Solange Nascimento

sábado, 1 de outubro de 2016

LABÁ - A SACERDOTISA NAGÔ (Gilton S. Santos)



Labá, filha de Ogun, sacerdotisa nagô marcada com o símbolo da lua, tem um destino a cumprir. Sua história é de luta e de dor, mas também de muita alegria e esperança. Por trás do relato cruel de sua trajetória nas mãos dos tumbeiros nas terras do Brasil, parece repousar solene a vontade de Olorum: "Vá e leve a seus irmãos desterrados a esperança de um mundo melhor. Confir, e ajude a semear na nova terra o culto aos Orixás".

Por: Gilton S. Santos

DANAIAH A ENCANTADA DAS ÁGUAS (Mônica da Matta)



A Senhora das Águas enviou sua filha, Danaiah, em missão junto à Senhora do Tempo. Amor e Compreensão aplicados para resgatar um povo mergulhado num tempo de intrigas e sofrimento. "Danaiah, a Encantada das Águas" é um convite a uma reflexão sobre os limites que os escolhidos devem observar quando se colocam perante o público como portadores da palavra divina.

Por: Mônica da Matta

O ARRAIAL DOS PENITENTES (Silvio da Costa Matos)



"O Arraial dos Penitentes" faz parte daqueles livros que procuram contar a história não contada, de um tempo em que os conflitos e a ambição desmedida semearam ódio e destruição entre os povos que habitavam esta terra. O Caboclo Ubatuba nos traz a história de Mukua Mukunda, negor e escravo neste tempo de aflição, quando sabedoria, força, fé e esperança eram fundamentais para "tocar" a vida.

Por: Silvio da Costa Matos

sexta-feira, 30 de setembro de 2016

ARON - O ENVIADO DAS ESTRELAS (Marco Antonio Santos)



História do filho de Jurema e do Culto ao Arco-iris Sagrado. O Enviado das Estrelas tem uma missão: resgatar das sombras os Sete Templos da Luz que, juntos, sustentam o Templo da Luz Cristalina. Na trama, Aron e seus companheiros enfrentam a ambição desmedida de um faraó e o poder abjeto de sete magos das Trevas. Na verdade, os autores querem discutir o papel da religiosidade e do livre-arbítrio diate da dualidade que permeia toda a Criação.


Por: Marco Antonio Santos



CRIANÇAS QUE GIRAM - O LIVRO DOS ERÊS (Jennifer Dhursaille)



Quem são os espíritos que incorporam nos médiuns, seja na Umbanda, no Kardecismo ou em outras Linhas Espiritualistas? Muitas tem sido as explicações - e algumas inclusive conflitantes - sobre a real natureza dessas entidades que se manifestam trazendo não apenas a Alegria Infantil que tanto pode a nossa alma curar, mas sobretudo uma Sabedoria incomum não condizente com a condição de um ser que se denomine de "infantil". 

Desvende os muitos mistérios dessa categoria de trabalhadores do espaço de uma das mais intrigantes falanges espirituais conhecidas.

Por: Jennifer Dhursaille

quinta-feira, 29 de setembro de 2016

ENTRE NOSSAS VIDAS (Osmar Barbosa)



Entre nossas vidas existem grandes amores, mas qual é a razão de as paixões serem tão intensas, que por vezes até nos tiram os pés do chão, chegando até mesmo a nos tirar a razão de viver?

Às vezes, encontramos muitas dificuldades em compreender nossos sentimentos. Apaixonamo-nos por pessoas que saem de nossa vida sem nos dar sequer uma última chance, sem ao menos dizer adeus, e a dor que fica, levamos pelo resto de nossa caminhada terrena.

Algumas feridas são tão profundas, que não encontramos respostas em nenhum livro escrito ou até mesmo no mais sábio de todos os sábios escritores de nossa vasta literatura.

Buscamos, por meio dos ensinamentos e do sofrimento, compreender a separação.

Alguns reagem de forma bruta, uns ficam tristes e sofrem com a depressão, outros aprendem a viver com a dor, e assim, vai levando a vida, como se tudo fosse normal, mas sabe que dentro de si as coisas não vão bem. Falta o mais importante, falta aquele amor inesquecível.

O amor sincero, o amor verdadeiro, a paixão que assola nosso ser, que estremece nosso corpo e atinge nossa alma, que traz secura em nossos lábios. Isso é a dor da alma ferida.

As separações e as perdas fazem parte da vida, mas compreender isso quase sempre é impossível. E conviver com essa dor é para poucos. Nas linhas deste livro você vai encontrar respostas para alguns questionamentos que fazermos todos os dias. O amor de Mel e Rabi atravessam linhas inimagináveis do amor. Como se processa os reencontros na vida terrena? Estamos predestinados a viver ao lado de alguma pessoa? Na reencarnação podemos escolher nosso par? Você encontrará as respostas para essas e outras perguntas em Entre Nossas Vidas.

Por: Osmar Barbosa

PARALELAS DA UMBANDA - LIVRO III - BOIADEIROS (Jennifer Dhursaille)



A série Paralelas da Umbanda vem apresentando as Linhas de Trabalho Secundárias que juntamente às Falanges de Pretos Velhos, Caboclos e Crianças atuam à direita dos Sagrados Orixás nos atendimentos dos terreiros, centros, tendas e templos de Umbanda através das carismáticas figuras representadas pelo simpático e sofrido nordestino, pelo alegre porém melancólico marinheiro e pelo desbravador e valente boiadeiro. Em histórias, contos e poesias, mergulhe na alma desses intrépidos trabalhadores do Astral que atuam junto aos médiuns de todo Brasil e também no exterior. 

Neste livro conheça a história do Boiadeiro Zé do Laço.

Por: Jennifer Dhursaille

CINCO DIAS NO UMBRAL - O RESGATE (Osmar Barbosa)



Após o sucesso da primeira missão onde Nina reencontra seu grande amor. Ela é convidada a voltar ao Umbral para buscar Yara a mãe de Felipe que havia ficado no Umbral. O que será que Nina e seus companheiros irão encontrar desta vez? Quais os desafios? Será que haverá alguma surpresa nesta missão? Não deixe de acompanhar Nina nesta nova missão de amor e caridade.

Por: Osmar Barbosa

quarta-feira, 28 de setembro de 2016

PARALELAS DA UMBANDA - LIVRO II - MARINHEIROS (Jennifer Dhursaille)



Nesta obra, uma história de marinheiros como você nunca imaginou: conheça Fred, um velho marinheiro irlandês que no século XVIII vivencia uma experiência para a qual não tem explicação, mas que nos dias de hoje poderia ser analisada a partir dos estudos que relacionam fenômenos envolvendo múltiplas dimensões e ufologia à espiritualidade.

Por: Jennifer Dhursaille

500 ALMAS (Osmar Barbosa)



Ao longo da história já ocorreram incontáveis situações de desencarne coletivos. Ações da natureza levaram incontáveis pessoas ao desencarne. Na história recente temos presenciado situações de desencarne por outras razões, como naufrágios, acidentes aéreos, incêndios, desabamentos, ocupações de áreas de risco, terremotos, tsunamis, e outras.

O desencarne é um assunto importante em nossas vidas, pois significa o final desta vida, e a das relações familiares e de amizades, dentro dos padrões que conhecemos aqui na Terra. Logo é natural que o desencarne de muitas pessoas simultaneamente nos chame ainda mais a atenção. É consequencial da característica do ser pensante, refletir sobre sua vida e sobre sua interrupção. E por isso temos nos perguntado sempre: porque que ocorrem estas situações? Porque muitas pessoas desencarnam ao mesmo tempo? Para onde vão estes espíritos? Como tudo é organizado nestas grandes catástrofes? E as crianças? Como ficam nesta hora? Meu querido amigo leitor eu lhes convido a obter as respostas para tudo isso e muito mais no livro 500 Almas. Podemos reencontrar nossos familiares que desencarnaram conosco, ou antes, de nós? Porque tantas vidas ceifadas ao mesmo tempo?

Eu lhes convido a obter estas respostas no livro 500 Almas.

Por: Osmar Barbosa

PARALELAS DA UMBANDA - LIVRO I - BAIANOS (Jennifer Dhursaille)



Conheça a história de 3 amigos muito especiais que fizeram sua derradeira jornada. Um olhar para um momento histórico onde Forças e Vidas se cruzam. De Padim Ciço a Lampião e outros personagens que viveram no sertão nordestino. Mestres de Jurema e Catimbó, Benzedeiras e gente do povo. Todos unidos numa só intenção: Trabalhar em Conjunto pela Obra da Redenção junto ao Povo Brasileiro e sob a Bandeira de Oxalá!

Por: Jennifer Dhursaille

terça-feira, 27 de setembro de 2016

DENTRO DE UMA NAVE INTERDIMENSIONAL (Jennifer Dhursaille)



Já se pegou imaginando como seria o interior de uma nave extraterrestre? 

Como funcionam as coisas lá dentro? E como ocorre uma abdução?

Ainda mais intrigante do que isso, já se pegou divagando sobre como seria a aparência e o estilo de vida de seus ocupantes? 

Eu tive essa oportunidade - e na verdade muitos dos que estão lendo esse post também tiveram - mas mais importante do que isso: me foi permitido LEMBRAR.

Por anos eu desejei poder fazer esse relato, contar aos outros detalhes dos meus encontros com seres não-habituais, e agora finalmente consegui nas páginas deste que é meu primeiro livro não-psicografado, onde compartilho minhas lembranças, interpretações pessoais e parte do incrível conhecimento que "eles" compartilharam comigo.

Este livro acompanha gráficos e a descrição dos 5 níveis diferentes em que estive dentro de uma nave interdimensional, além de episódios pessoais marcantes que me levaram a compreender a realidade a partir de uma outra ótica, e o mais importante: 

POR QUE OCORREM AS ABDUÇÕES e qual o interesse desses seres na HUMANIDADE E NO PLANETA TERRA.

Este é um livro despretensioso, na qual procuro dar a minha contribuição a todos que se debatem com a questão ufológica, pois acredito firmemente que cada contatado e abduzido terá de encontrar suas próprias respostas, e nesse processo o compartilhamento de visões e entendimentos ajuda a aprofundar essa compreensão.

Por: Jennifer Dhursaille

EU SOU EXU (Osmar Barbosa)



Somos livres. A cada instante, escolhemos pensamentos, decidimos caminhos, revelando o volume das nossas conquistas e das derrotas. Distraídos, alimentamos fantasias, acariciamos ilusões e brigamos por elas, acreditando que representam a nossa felicidade plena. A visita da verdade, oportuna, nos faz reciclar valores, modificar ideias, aprender lições novas, caminhar para frente, conquistando nossa tão sonhada evolução espiritual. Sempre nas mãos do amor divino, onde tudo nos é permitido.

Assim poderemos estar em diversas vibrações espirituais para vivermos nossas mais intensas paixões, experiências, aprendizado e lições que nos são úteis pela eternidade.

Amigo leitor nesta obra você vai conhecer Mateus e poderá compreender melhor porque os amigos guardiões são tão amorosos e de que forma eles podem nos ajudar a conquistarmos e vencermos nossos mais íntimos desafios. De onde vêm os Exus? Porque são chamados assim? Quais os desafios que nós encontraremos após deixarmos a vida física? Porque Exu é tão discriminado? O amor. Será que levamos ele pela eternidade? Você encontrará estas respostas e muito mais no livro Eu Sou Exu.

Por: Osmar Barbosa

segunda-feira, 26 de setembro de 2016

ALÉM DO SER (Osmar Barbosa)



Se você está pensando em se suicidar, deve procurar saber o que acontece com  um suicida logo após a morte, correto? Eu não tenho boas notícias para você. O suicida é, sem dúvida nenhuma, o ser que mais sofre após a morte.

Primeiro, você precisa saber que nada se perde neste universo. Ao morrer seu corpo volta para a Terra, e sua mente, sua consciência, seu EU, que chamamos de espírito, não desaparece. Ele continua vivo. O que dá vida a seu corpo é justamente a existência de um espírito que anima a matéria.

Então tentar se matar achando que você será apagado do universo para sempre é uma tolice. O seu corpo realmente vai desaparecer na Terra, mas você continuará existindo.

A morte não é um processo automático. É necessário um determinado tempo para que o espírito se desconecte do corpo. É necessário tempo para que o espírito deixe de sentir as impressões do corpo. Quando a pessoa está doente este desligamento é gradual e segue um processo natural. É por isso que dizemos que a melhor forma de morrer é por meio da velhice, quando ocorrem o falecimento gradativo dos órgãos e o desligamento gradativo do espírito. Mas será mesmo que tudo funciona assim? Não seria o suicídio uma ferramenta de Deus para que possamos ajustar débitos das vidas anteriores? Querido amigo leitor, eu vos convido a conhecer a história de Abraão e sua família. Quais os motivos que levaram este jovem rapaz a cometer o suicídio? Você vai saber tudo isso nas linhas dessa maravilhosa história de resgate, amor e superação.

Por: Osmar Barbosa

A BATALHA DOS ILUMINADOS (Osmar Barbosa)



Nós já sabemos que algo esta acontecendo em nosso planeta, temos a consciência de que é chegada a hora da transformação planetária tão necessária ao equilíbrio evolutivo da humanidade. Jesus nos alertou através da parábola do Joio e do trigo, que é chegada a hora desta tão sonhada transformação. Nosso planeta está mudando. Sabemos que muitos de nossos irmãos não terão mais a oportunidade de encarnar entre nós.

Desta forma querido e amado leitor, eu vos convido através desta obra, a tomar conhecimento de como será o exílio daqueles espíritos que após receberem diversas oportunidades não se alinharam ao amor divino. Quem são os espíritos encarregados desta tarefa? Como tudo está acontecendo? Qual o critério de escolha daqueles que serão exilados de nosso planeta? Como tudo foi e está sendo organizado no mundo espiritual para que as palavras de Jesus se cumpram? Para onde irão esses espíritos que não evoluíram? Presídios, igrejas, hospitais, centros espíritas, será que há espíritos para serem resgatados nestes lugares? Nosso planeta está em mudança todos sabemos. Deixamos para trás as provas e expiações e estamos adentrando a uma nova era, a era da Regeneração. Você é meu convidado a conhecer um pouco mais da misericórdia divina. Ainda há tempo para a modificação? Saiba como você pode se livrar de ser exilado deste orbe.

Por: Osmar Barbosa

domingo, 25 de setembro de 2016

ANTES QUE A MORTE NOS SEPARE (Osmar Barbosa)



Aquilo que está vivo é uma possibilidade. Somente a morte coloca o ponto final em algumas relações. Naquelas que mais importam, eu diria. Naquelas que nos inquietam e das quais nos cabe cuidar. Ao contrário das coisas materiais, é impossível resolver relações vivas. Elas podem ser cultivadas, saboreadas, vividas, mas não resolvidas. Elas prosseguem. Nunca haverá a conversa definitiva com aqueles que a gente ama. Talvez haja a última, mas isso não se sabe. O que podemos fazer – e que talvez devamos fazer – é manter nossas relações em dia. Se alguma coisa trágica ocorrer, teremos rido juntos ontem, ou falado na semana passada sobre o filme. Talvez tenhamos discutido ao telefone – é inevitável – mas dormimos abraçados, conversando baixinho. Lembrei-me de comprar o presente no dia certo? Liguei aquela noite como prometido? Tomamos um porre medonho na sexta-feira? Conversamos longamente no carro durante a viagem? Andávamos na rua quando a chuva começou? Estivemos felizes? Estivemos bravos? Estivemos juntos? Foi bom?

Este livro traz a história de Ernâni, um estudante de medicina que após ser baleado durante um assalto fica paraplégico. Quais os desafios deste jovem rapaz? Sua namorada ficará a seu lado após o acidente? Seus pais? Seus amigos? A depressão? Como superar tudo isso e seguir em frente? Seus sonhos? Porquê essas coisas acontecem?Amigo leitor, você vai encontrar neste livro as respostas para essas e muitas outras dificuldades encontradas por Ernâni e seus familiares, Antes que a Morte os Separe.

Por: Osmar Barbosa